terça-feira, 11 de dezembro de 2007

As coisas entram e saiem de mim com a força do sol que a tudo queima, sinto-me co,o uma casa vazia, como uma arvoré solitaria, uma pedra a beira do caminho, em mim há o dessejo de partir e não ficar, dormir e não acordar, cair e não levantar.
Ontem, levado pela total solidão, tomei coragem e liguei para minha ex namorada, passamos horas ao telefone, rimos muito e relembramos o que passamos juntos, decidimos sair no sabado, to ansioso.